Contando Livros Contando Livros

25 de janeiro de 2019

Livros que fizeram sucesso em 2018 são destaque de curadoria da Estante Virtual

Seleção reúne mais de 30 títulos de seis categorias, como romance, conto e Young Adult! 

O ano de 2018 foi repleto de lançamentos inesquecíveis e livros premiados. Também teve título antigo que voltou a chamar atenção do mundo literário. Para relembrar os destaques do ano passado – sejam os sucessos de venda ou os aclamados pela crítica – a Estante Virtual (www.estantevirtual.com.br) elaborou a lista “Livros do ano”, com os principais títulos do ano passado. Disponível na home do site, a curadoria está dividida em seis categorias: romance, não ficção, poesia, Young Adult, conto e vale a pena ler de novo.  

“No mês de janeiro a gente sempre pensa em uma forma de homenagear livros e autores que foram sucesso no ano anterior. Além de uma celebração, é também uma forma de chamar a atenção dos nossos clientes para títulos que, talvez, eles tenham deixado passar. Em 2018 nosso gancho foi os autores, desta vez decidimos puxar pelos títulos, pois tem livro lançado em 1989 que também merece destaque, como é o caso de ‘Meninos sem pátria’, de Luiz Puntel”, conta Erica Cardoso, gerente de Marketing da Estante Virtual.

A seleção reúne sucessos como ‘O ódio que você semeia’, de Angie Thomas, que foi adaptado no ano passado para os cinemas e ‘O sol na cabeça’, primeiro livro de contos do escritor Geovani Martins. Entre os títulos premiados que fazem parte da curadoria está ‘Câmera lenta”, de Marília Garcia, vencedor do Prêmio Oceanos 2018. Para quem busca um romance aclamado pela crítica, a dica é ‘Canção de ninar’, de Leila Slimani, que foi eleito um dos dez principais livros do ano pelo The New York Times. Para conhecer a lista completa, acesse o site da Estante Virtual (www.estantevirtual.com.br).  

Young adult: O ódio que você semeia, de Angie Thomas, a partir de R$ 30:




O ódio que você semeia retrata uma história juvenil repleta de choques de realidade. É um livro contra o racismo em tempos tão cruéis e extremos. A obra conta a história de Starr, que aprendeu com os pais, ainda muito nova, como uma pessoa negra deve se comportar na frente de um policial. Quando ela e seu amigo, Khalil, são parados por uma viatura, tudo o que Starr espera é que Khalil também conheça essas regras. Um movimento errado, uma suposição e os tiros disparam. 


Conto: O sol na cabeça, de Geovani Martins, a partir de R$ 29,70:



Este é um dos principais lançamentos literários brasileiros do ano. O sol na cabeça, livro de estreia do escritor Geovani Martins, reúne 13 contos que falam sobre a infância e a adolescência de moradores de favelas. Os textos retratam o cotidiano deles, marcado por violência, discriminação racial e angústias. A obra reforça o Rio de Janeiro como uma “cidade partida”.


Poesia: Câmera lenta, de Marília Garcia, a partir de R$ 28:



Em Câmera lenta, livro vencedor do Prêmio Oceanos 2018, Marília Garcia continua sua pesquisa sobre o processo poético e se dedica a uma profunda análise sobre as hélices do avião e sobre a vontade de decifração. Nesta obra, o poema é visto como um lugar para experimentar, exercitar o pensamento e testar procedimentos novos, sempre em aberto.

Vale a pena ler de novo: Meninos sem pátria, de Luiz Puntel, a partir de R$ 8:


Publicada pela Coleção Vaga-Lume, a obra conta a história de Marcão e Ricardo, filhos de um jornalista perseguido por questões políticas. Ao acompanhar a jornada dos meninos, o leitor conhece a difícil realidade de jovens forçados a abandonar o Brasil durante a ditadura militar, em 1964. Meninos sem pátria foi o livro mais vendido da Estante Virtual por dois meses seguidos.


Ja leram alguns destes livros? O que acharam? Conta aqui pra gente como foi sua leitura! 



Informações para a imprensa:
APPROACH COMUNICAÇÃO

Tel.: (21) 3461-4616

Bianca Gomes Sallaberry bianca.gomes@approach.com.br R. 164

Adriane Constante adriane.constante@approach.com.br  R. 133

Jullia Bustamante jullia.bustamante@approach.com.br R. 149









Comentários:0 Continue Lendo

6 de janeiro de 2019

Livros para fazer maratona nas férias

0
Olá meus queridos. Como já sabem; ás férias chegou! Esse é período ideal para aproveitar as praias, cachoeiras, passeios culturais… e, por que não, boas leituras? Pensando nisso, a Estante Virtual (https://www.estantevirtual.com.br/) preparou uma seleção especial de sagas literárias perfeitas para fazer maratonas durante o recesso.

A lista reúne títulos para todos os gostos, desde livros históricos, como a trilogia do escritor Laurentino Gomes, até ficção, como a tetralogia Napolitana, da escritora Elena Ferrante. A seleção completa pode ser encontrada no blog da Estante Virtual. Confira alguns dessa seleção maravilhosa:

História do Brasil, de Laurentino Gomes, a partir de R$ 10,00:

Laurentino Gomes conquistou maior repercussão no país com os livros 1808, 1822 e 1889. Nestes livros, ele conta uma parte do Brasil imperial. Em 1808, o autor narra a chegada da Corte Portuguesa no país. Já em 1822, ele retrata o cenário da independência brasileira, que ocorreu em 7 de setembro daquele ano. Por fim, em 1889, Laurentino fala sobre o ano da proclamação da República.




Para todos os garotos que já amei, de Jenny Han, a partir de R$ 24,00:

Esta série de Jenny Han conquistou, principalmente, o público jovem nos últimos meses. A trilogia é ideal para quem curte histórias românticas. No primeiro livro da trilogia, a autora narra a história da personagem Lara Jean, que guarda suas cartas de amor em uma caixa que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou (cinco ao todo).



A era das revoluções, de Eric Hobsbawm, a partir de R$ 25,00:

A trilogia A era das revoluções, de Eric Hobsbawm, reúne os livros A era do capital, A era dos impérios e A era dos extremos. O primeiro é a história do triunfo global do capitalismo. Neste volume, o autor discorre sobre o conceito das sociedades de massa, impulsionadas pela noção de progresso, em um período repleto de contradições que deram origem à modernidade do século XX. No segundo, Hobsbawm faz uma análise dos anos que definiram o mundo no século XX, quando um longo período de paz, expansão capitalista e dominação européia desembocaram, no entanto, em guerra e crise. Enquanto isso, no terceiro volume, ele abandona seu silêncio voluntário para contar, em linguagem simples e envolvente, a história da “era das ilusões perdidas”.


Espero que tenham gostado da seleção da Estante, e se já leu algum desses livros, nos conte o que achou e se puder indique algum! 





Jullia Bustamante

(21) 3461-4616 (11) 3846-5787 





Leia Mais

12 de dezembro de 2018

Livro Meninos sem Pátria é o mais vendido do mês de Novembro na Estante Virtual

1





Pela segunda vez consecutiva, a primeira posição no ranking de livros mais vendidos de novembro na Estante Virtual (https://www.estantevirtual.com.br/) é ocupada pelo livro Meninos sem Pátria, de Luiz Puntel.

O título voltou a despertar o interesse dos leitores brasileiros após ter sido banido, recentemente, do acervo de um colégio particular tradicional do Rio de Janeiro a pedido dos pais de alunos. Em entrevista ao jornal El país, o autor do livro, Luiz Puntel, falou sobre o caso. “Meu livro é sobre ditadura. Jamais pensei que seria censurado”, afirmou. Publicada pela Coleção Vaga-Lume, a obra conta a história de Marcão e Ricardo, filhos de um jornalista perseguido por questões políticas. 

Ao acompanhar a jornada dos meninos, o leitor conhece a difícil realidade de jovens forçados a abandonar o Brasil durante a ditadura militar, em 1964. O restante do ranking é composto pelo clássico A revolução dos bichos, de George Orwell, em segundo lugar, seguido por A barca dos amantes, de Antônio Barreto. A lista completa pode ser encontrada no site da Estante Virtual.
Leia Mais

29 de novembro de 2018

O Abajur Lilás

0
No dia 4 de dezembro as 20:00 horas com direção de Alexandre Lino o Coletivo de Teatro Queridos de Guilherme estará apresentando no Gabinete de Leitura Guilherme Araújo a peça O Abajur Lilás.  

A peça conta com cinco personagens: três prostitutas da boca do lixo, seu cafetão homossexual e um segurança impotente e sádico. O título da peça é esse porque no mundo sórdido e cruel descrito pelo autor, um reles objeto de terceira categoria, um abajur, tem mais valor que a vida humana. Reflexo absoluto dos dias atuais onde há uma total banalização da violência e da morte. 

A peça escrita em 1969 foi proibido pela censura e só foi encenado em 1980 que rendeu a Walderez de Barros o Prêmio Molière de melhor Atriz.

Plínio Marcos ficou conhecido como um autor maldito. Mesmo depois de morto, a alcunha o persegue, dificultando a manutenção de sua obra no teatro: apesar de reconhecido como um dos nossos maiores dramaturgos.

Após 49 anos, “Abajur Lilás” mantém-se ainda com essa grande potência em impactar e provocar reflexões, retratando seres humanos vivendo no limite da inviabilidade e exclusão. E sem nenhuma perspectiva de dias melhores.




                                                                      (Foto reprodução)

O Diretor


Alexandre Lino é ator, produtor e diretor teatral. Idealizou e produziu recentemente “Chica da Silva, o Musical”; dirigiu “Volúpia da Cegueira”, que após bem-sucedida temporada no Rio e em São Paulo, fez circulação pelo Programa Petrobrás Distribuidora de Cultura. Dirigiu também a adaptação para o teatro de “Eles Eram Muitos Cavalos”. Dirigiu “Cafona sim e daí́? Uma Homenagem”, que celebra os 95 anos de Sergio Britto. Acaba de estrear O LAGO DOS CISNES do projeto Música Clássica no Teatro para Crianças. Foi indicado com melhor ator por sua atuação em DOMÉSTICAS (2012). Atualmente está em cartaz com o sucesso “O Porteiro”, comédia indicada ao novo Prêmio de Humor criado por Fabio Porchat, na categoria Melhor Performance.  Também protagonizou O Pastor, Lady Christiny e o projeto transmidiático Nordestinos vencedor do Pitching do TEMPO FESTIVAL. É criador da Documental.Cia e da Cineteatro Produções. Em 2019 lançará o livro ARTISTA EMPRRENDEDOR que será um guia do passo da produção para artistas.  Por sua trilogia nordestina DOMÉSTICAS (2012), NORDESTINOS (2015) e O PORTEIRO (2017) acaba de ganhar o prêmio destaque na 13ª FITA - FESTA INTERNACIONAL DE TEATRO DE ANGRA DOS REIS - RJ.


A peça acontecerá: Redentor 157, Ipanema, sob coordenação da premiada atriz Rose Abdallah, a leitura dramatizada de “O Abajur Lilás” de Plínio Marcos.

Leia Mais

23 de novembro de 2018

Estante Virtual realiza campanha de frete grátis nesta Black Friday

0
Durante três dias, 600 mil livros estão à venda no site sem custo de envio para o comprador



Entre os dias 21 e 23 de novembro, a Estante Virtual (www.estantevirtual.com.br), maior marketplace literário do Brasil, terá frete grátis para todo o Brasil. Do total do acervo, 600 mil livros novos, seminovos e usados estão à venda no site sem custo de envio para o comprador.
“Nossos preços já são bastante competitivos. No site é possível encontrar títulos por valores a partir de R$ 4,00 durante o ano inteiro. Por isso, para incentivar ainda mais a leitura e o acesso aos livros, estamos realizando três campanhas na Black Friday: uma com títulos bem baratinhos, outra com destaques para grandes editoras e, a partir de hoje, o frete grátis. É uma excelente oportunidade para adquirir aquele livro que você está namorando há tempos”, comenta Erica Cardoso, gerente de Marketing da Estante Virtual.
A Estante também criou uma ferramenta que tem como objetivo democratizar a leitura e aproximar ainda mais os leitores do mundo literário. Os usuários agora podem criar suas próprias listas com seus livros favoritos e organizá-las da maneira que desejam. Para servir de inspiração, algumas listas criadas pelos colabores do marketplace literário já estão disponíveis no site.
Criada em 2005, a Estante Virtual acabou de ultrapassar a marca de 21 milhões de livros vendidos em todo o país. É o mais democrático e-commerce brasileiro de livros, sendo reconhecida por exaltar a literatura e a arte brasileira. Com mais de 5 milhões de leitores cadastrados e 2.600 livreiros em sua rede, a Estante Virtual comercializa livros novos, seminovos e usados, em um acervo que já soma cerca de 17 milhões de livros.

Abaixo algumas sugestões de livros com frete grátis:


O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-exupery, R$ 17,90:



Apesar da presença explícita de dois personagens e do registro de um diálogo entre o aviador e uma criança, diversos aspectos autobiográficos estão presentes nesta narrativa, publicada pela primeira vez em 1945. Através de imagens simbólicas, as passagens de ordem temporal, na vida do autor, estão ali presentes: casamento/separação, profissões, sonhos, decepções. Os dois personagens tornam-se representações do próprio Saint-Exupéry, em um monólogo interior entre o "eu" e o "outro". 


Bilionários por Acaso - a Criação do Facebook, de Ben Mezrich, R$ 17,90:





A excitante história de como dois estudantes desenturmados de Harvard, que tentavam aumentar suas chances com o sexo oposto, criaram o site de relacionamento que se tornou uma das mais poderosas empresas do mundo, o FACEBOOK. Bilionários por acaso é uma aventura real, que envolve investidores poderosos, mulheres maravilhosas, a busca do estrelato social e muitas intrigas. De forma divertida e interessante, narra o fim da inocência no ritmo da criação controversa da rede social que revolucionou a maneira como milhões de pessoas se relacionam.


O Mestre dos Mestres, de Augusto Cury, R$ 17,90:




Ao longo da história, muitas pessoas conseguiram com suas idéias mudar o curso da política, da filosofia, da ciência ou da religião. Houve um homem, no entanto, que foi capaz não só de abalar os alicerces do pensamento como de alterar para sempre a trajetória da humanidade. Esse homem foi Jesus Cristo e seus ensinamentos geram frutos há mais de dois mil anos. Suas incomparáveis inteligência e personalidade tornaram-no o perfeito ponto de partida para uma investigação sobre o funcionamento da mente e sua surpreendente capacidade de superação. Quando se esperava que ele falasse, ele silenciava; quando se imaginava que puniria, perdoava; quando se achava que ele ostentaria seus feitos, mostrava-se humilde. Jesus tornou-se o símbolo maior da esperança, do amor, da dignidade e da compaixão.



Informações para a imprensa:

APPROACH COMUNICAÇÃO
Tel.: (21) 3461-4616
Bianca Gomes Sallaberry bianca.gomes@approach.com.br R. 164
Adriane Constante adriane.constante@approach.com.br  R. 133
Jullia Bustamante jullia.bustamante@approach.com.br R. 133


Jullia Bustamante

(21) 3461-4616 (11) 3846-5787 



Leia Mais

Suba