Entrevista com a escritora Rebeka PerezContando Livros Contando Livros: Entrevista com a escritora Rebeka Perez

26 de setembro de 2018

Entrevista com a escritora Rebeka Perez

Na entrevista de hoje vamos entrevista a escritora Rebeka Perez, que possui duas de suas obras resenhadas aqui no blog. Elas são Por Onde Ela Esteve? e De Luz & de Sombras. Se não viu a resenha ainda, clique sobre o titulo de cada obra e se delicie em boas obras ou um pouco delas, muahaha e volte para entrevista aqui! 


Contando Livros -  Qual foi a inspiração pela escrita?

Rebeka Perez: Durante minha adolescência, minha comadre eu eu éramos peritas em ter amores platônicos, então, comecei a criar histórias com nossos “crushs” em que éramos as personagens.

Contando Livros -  Como foi a sua primeira experiência ao escrever seu primeiro livro?

Rebeka Perez: Foi algo que eu sentia que estava preso dentro de mim e que precisava desesperadamente extravasar. Os personagens, as cenas não me davam sossego um só momento, parecia aquelas reuniões onde todo mundo fala ao mesmo tempo, sabe? E o tumulto só termina quando eu passo para o papel. Aí, sim, eu consigo ter paz na minha mente.

Contando Livros: De onde tirou a ideia de criar Por Onde ela ela esteve e De Luz & de Sombras?

Rebeka Perez: Sonhos! Primeiro, achei que tinha enlouquecido de vez e até escrevi o Por onde ela esteve? Sem contar a ninguém, nem mesmo ao meu marido que só ficou sabendo pelo face quando uma amiga que o tinha comprado, comentou. Rs.
Na manhã seguinte, eu tinha a impressão de ter sido plugada na Matrix e recebido o download das duas histórias. Sonhei com a trama central de ambas e só fiz alguns acréscimos de personagens ou histórias paralelas.

Contando Livros - Trabalhando com o meio jurídico atrapalha seguir gêneros literários fora dos mais comuns que são os acadêmicos?

Rebeka Perez: De forma alguma. Gosto muito de aprender coisas novas e isto encontro nos livros, sobre lugares, pessoas, períodos históricos, realidades diferentes da minha. 

Tudo ajuda a ampliar vocabulário e gerar novos conhecimentos.
Como sempre trabalhei em empresas multinacionais, ter inglês fluente era mandatório. Passei anos tendo aulas particulares até que pensei: “adoro ler, porque não ler livros em outras línguas?” e quando descobri que o Kindle tinha dicionário online, pronto! Aí que nunca mais parei de ler e aprimorar os outros idiomas.

Contando livros - Ser advogada ajudou a ter uma escrita com mais fluidez e menos bloqueio criativo? 

Rebeka Perez: Acredito que uma coisa complementa a outra: o dom para a escrita me ajuda demais como advogada. Outras habilidades que aprendi como advogada, como procurar por “brechas” e “furos” em contratos, leis, etc, me ajudam a deixar as tramas mais coesas.

Contando Livros -   Está preparando algum lançamento novo?

Rebeka Perez: Sim! Para outubro publicarei meu primeiro suspense policial (olha as habilidades de advogada aí...rs) chamado “A Arvore dos Frutos Proibidos”. É uma trama ambientada no Brasil dos anos 50 e que traz alguns pontos importantes como empoderamento feminino (temos uma detetive), alcoolismo, ser diferente em uma sociedade paternalista e preconceituosa, busca pela liberdade, escrúpulos e claro,plots porque não importa o gênero que esteja escrevendo, sempre terá um plot! Rs
Abaixo, deixo a sinopse e o convite:
Em 1.957, a rotina da pacata cidade de Aurora do Norte está prestes a mudar com o aparecimento de um corpo. Um crime misterioso que promete revelar muito mais que um assassino.
A observadora Cecília Venturini, integrante da primeira turma de mulheres na polícia paulista, é designada para a tarefa em uma parceria improvável com o difícil Roberto Pimentel, detetive em fim de carreira e alcoólatra.
Desacreditada por muitos, poderia esta dupla resolver o quebra-cabeças?
Segredos nunca morrem.”

 
Contando Livros - 
Gostaria de dizer algo aos leitores do blog?

Rebeka Perez: Primeiro, agradecer ao espaço que este blog dá a nós, escritores independentes. Obrigada pelo apoio pois vocês são fundamentais em nos ajudar a chegar ao grande público as histórias maravilhosas escritas por nossos autores.
Passei anos lendo livros em outros idiomas e mesmo quando ia às livrarias, encontrava apenas os Best Sellers internacionais até escrever meu próprio livro e conhecer colegas e histórias tão boas quanto as de fora, mas que não tem o mesmo alcance pois não chegam ao grande público.
Então, aproveito esta oportunidade para dizer: “Leia o autor nacional”. Você vai se surpreender com a qualidade dos trabalhos.
Bjs no coração e....”Segredos nunca morrem” ;-) 


Espero que tenham gostado da entrevista, da oportunidade de conhecer sobre a escritora, sobre suas perspectivas, inspirações e novos lançamentos. Que estaremos ansiosos para ter aqui no blog para vocês! Então, se gostou, comenta aqui embaixo, manda link pros amigos leitores e até contadores! 


Um Grande Abraço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suba